LAILA PADOVAN

Integrante fundadora da Cia. Damas em Trânsito e os Bucaneiros, participou de todos os seus projetos e criações, com os quais foi contemplada com diversos apoios e prêmios. Atualmente é Doutoranda no Instituto de Artes da UNICAMP, onde pesquisa as relações entre corpo-paisagem e espectador-artista em criações contextuais em dança site-specific e em intervenções urbanas. Mestre (2014) e graduada em Psicologia pela USP (1999), estudou as relações entre dança, psicanálise e fenomenologia. Realizou formação em dança no Estúdio Nova Dança (2002-2006). Tem formação técnica em dança na Escola Municipal de Bailado (1986-1994). Em 2021, atuou como professora convidada no Curso de Pós-Graduação “Caminhada como Método para Arte e Educação” na Casa Tombada; e em 2020, foi professora convidada na disciplina “Dança: outros sentidos da arquitetura” do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo da Escola da Cidade. Em 2019, foi palestrante na “Sobre-mesa de Debate” para discutir a Relação Corpo-Cidade, atividade coordenada pela T.F. Style Cia. de Dança, e colaborou como artista convidada no projeto “A Descrição do Mundo” da Cozinha Performática, coordenando práticas performativas sobre a relação Corpo-Cidade. Artista da dança, dentre suas criações autorais, destaca-se o projeto “Corpo e Paisagem”, desenvolvido em duas versões distintas: em 2019, no CCSP (Centro Cultural São Paulo), com o apoio do Edital de Mediação em Arte e Cidadania Cultural, que resultou nas criações site-specific À Beira de Si, Escuro, Temporã e Concreto Veraneio; e em 2018, no CRD (Centro de Referência da Dança), com a realização de intervenções no centro de SP. Em 2017, desenvolveu a criação do solo itinerante “Desplazarse” através do apoio de duas Residências Artísticas na Espanha: Residencia en Danza en el Centre Cívic de Barceloneta e Residencia de Creación en L’animal a L’esquena; sendo que em 2018, “Desplazarse” integrou a programação de Dança no MIS (Museu da Imagem e do Som) em São Paulo. Em 2009, criou e atuou no espetáculo “Verdades não acabadas e vacilantes” com o apoio do ProAc (Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo). Além disso, atuou em diversos espetáculos a convite de artistas, como “Early Works” de Yvone Rainer (SESC Pinheiros), e participou de festivais internacionais, dentre eles, o BIDE (Barcelona International Dance Exchange). Aprimorou sua formação com diversos artistas internacionais: Steve Paxton, Lisa Nelson, Daniel Lepkof, Nancy Stark Smith, Julyen Hamilton, Maria Muñoz, Pep Ramis, Minako Seki, dentre outros.

 

retrato larissa.jpg