CIDADE TEMPORAL

Realizado em 2020-2021 através do Edital de Fomento à Dança da Cidade de São Paulo, o Projeto Cidade Temporal, nasceu do desejo da Cia. em buscar um diálogo mais direto com habitantes da cidade de São Paulo, procurando ampliar a pesquisa em relação a dança e os espaços urbanos para além de apenas uma faixa etária e indo ao encontro de uma criação que se dê no contato próximo entre diferentes gerações. No entanto, com o advento da pandemia da Covid-19 e o isolamento social, tivemos o desafio de adaptar e encontrar nas bases do projeto como seria possível realizá-lo no momento atual; tempo de desafios profundos para todos nós e para as artes da cena. Assim, o que antes seria a poética do encontro entre a cidade e as pessoas, transformou-se em uma imersão nos espaços das casas e estas no centro poético das expressividades possíveis, lugares de encontros entre pessoas que, mediadas por telas, fizeram de suas casas salas de ensaio, espaços cênicos para experimentações e criações. Adensamos as investigações da relação corpo-casa de cada geração (crianças, adolescentes, adultos e idosos) entre cômodos e incômodos, entre poéticas e devaneios, através de Residências Artísticas com cada um desses grupos, e, finalmente, em uma Residência Artística Intergeracional. Ao longo das Residências, nós, integrantes da cia., em conjunto com os residentes-criadores produzimos vídeos, fotos, desenhos, textos a partir de propostas de criação em perspectivas singulares e plurais sobre corpo, dança, casa, cidade, isolamento social e temporalidades,  resultando na criação de um videodança a cada residência realizada. Esperamos que estas produções reflitam a riqueza de encontros partilhados em cada residência e ressoem o momento delicado que estamos vivendo de emoções a flor da pele, de indignação, de acolhimento e afetos, de poéticas e devaneios que afloraram entre pares da mesma geração e entre gerações. Nós fomos atravessados pela força de vida de cada uma, de cada um, e juntos criamos “cartas ao tempo” dançantes sobre esta travessia. Estas produções deram origem a Mostra “Tempo Submerso: entre cômodos e incômodos”, com a exibição dos videodanças: “Poéticas da Casa”; “Já”; “Inventam Caminhos” e “Mirabolantes”.

FICHA TÉCNICA

CONCEPÇÃO DO PROJETO | Cia. Damas Em Trânsito E Os Bucaneiros

NÚCLEO ARTÍSTICO | Alex Ratton, Ciro Godoy, Clara Gouvêa, Laila Padovan e Larissa Salgado

COORDENAÇÃO RESIDÊNCIA ARTÍSTICA ADULTOS | Laila Padovan

COORDENAÇÃO RESIDÊNCIA ARTÍSTICA ADOLECENTES | Ciro Godoy

COORDENAÇÃO RESIDÊNCIA ARTÍSTICA ADULTOS 60+ | Laila Padovan

COORDENAÇÃO RESIDÊNCIA ARTÍSTICA CRIANÇAS | Clara Gouvêa

COORDENAÇÃO RESIDÊNCIA ARTÍSTICA INTERGERACIONAL | Alex Ratton 

PROVOCAÇÃO TEÓRICA | Laila Padovan 

OFICINAS DE CONSCIÊNCIA CORPORAL E INVESTIGAÇÃO DO MOVIMENTO | Daniel Calmon 

PROVOCAÇÃO CÊNICA | Ana Terra

DESIGNER GRÁFICO | Fernando Sciarra

DIREÇÃO DOS VIDEODANÇAS  “POÉTICAS DA CASA” e “INVENTAM CAMINHOS”| Laila Padovan e Mariana Sucupira

DIREÇÃO DO VIDEODANÇA “JÁ!” | Ciro Godoy e Mariana Sucupira

DIREÇÃO DO VIDEODANÇA “MIRABOLANTES” | Clara Gouvêa e Mariana Sucupira

DIREÇÃO DO VIDEODANÇA “TEMPO SUBMERSO” | Alex Ratton e Mariana Sucupira

EDIÇÃO DOS VIDEODANÇAS | Mariana Sucupira

TRILHA SONORA ORIGINAL | Ramiro Murilo

ASSESSORIA DE IMPRENSA | Lu Cassas

MÍDIAS SOCIAIS | Agência O raio

WEBDESIGNER SITE DA CIA. | Caio Caseiro

PRODUÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DO PROJETO | Mariana Pessoa

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO | Alexandre Medeiros